O Visitante, de Tom MacCarthy.

the_visitor

Sinopse: O professor Walter Vale dá o mesmo curso há 20 anos. Limita-se a passar o corretivo no programa do ano anterior, trocando a data. Almoça sozinho na lanchonete do campus, não tem amigos na universidade, não se interessa pelos alunos. Já publicou 3 livros e, no momento, finge estar escrevendo o 4º, como desculpa para escapar de qualquer compromisso. O filho único mora em Londres e a esposa falecida parece ter sido o último vínculo de Walter com o mundo. Sua vida não tem objetivo. Na casa confortável em Connecticut, o som do piano e a solidão povoam cada cômodo.

Um dia, a contragosto, o professor é forçado a apresentar trabalho num seminário em Nova Iorque. Ao entrar em seu apartamento na cidade, percebe que há flores brancas no vaso sobre o móvel e luzes sob a porta do banheiro. Walter descobre que não está só.

“O Visitante” é um drama sensível sobre uma alma que sai de si e desperta para a vida através da amizade e da música. A trilha sonora enfatiza a mudança de espírito do professor. Um piano clássico acompanha Walter em Connecticut, integrante da comunidade americana, discreta, tradicional. O ritmo da batucada do djembê, tambor africano, anima as cenas de Nova Iorque, vividas junto aos amigos imigrantes, Tarek, Zainab e Mouna. Os quatro protagonistas estão excelentes, destacando-se Richard Jenkins como o antes contido Walter, agora entregue a uma nova paixão.

Frase: Em um mundo com seis bilhões de pessoas basta uma para mudar sua vida.

Diretor: Thomas McCarthy
Roteiro: Thomas McCarthy
Música: Jan A. P. Kaczmarek
Fotografia: Oliver Bokelberg
Elenco: Richard Jenkins, Hiam Abbass, Haaz Sleiman, Danai Jekesai Gurira.

Eu não sei na verdade quem eu sou.

“Eu não sei na verdade quem eu sou”

O Teatro Mágico
Composição: Fernando Anitelli

Eu não sei na verdade quem eu sou,
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou…
Por que a gente é desse jeito
criando conceito pra tudo que restou?

Meninas são bruxas e fadas,
Palhaço é um homem todo pintado de piadas!
Céu azul é o telhado do mundo inteiro,
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou!
Já tentei calcular o meu valor.
E sempre encontro o sorriso e o meu paraíso é onde estou
Eu não sei na verdade quem eu sou!

Perguntar de onde veio a vida,
por onde entrei deve haver uma saída,
e tudo fica sustentado pela fé!
Na verdade ninguém sabe o que é!

Velhinhos são crianças nascidas faz tempo!
Com água e farinha eu colo figurinha e foto em documento!
Escola é onde a gente aprende palavrão…
Tambor no meu peito faz o batuque do meu coração!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou.
Já tentei calcular o meu valor,
E sempre encontro o sorriso e o meu paraíso é onde estou!
Eu não sei na verdade quem eu sou!

Percebi que a cada minuto
Tem um olho chorando de alegria e outro chorando de luto
Tem louco pulando o muro, tem corpo pegando doença
Tem gente trepando no escuro, tem gente sentido ausência!

Meninas são bruxas e fadas,
Palhaço é um homem todo pintado de piadas!
Céu azul é o telhado do mundo inteiro,
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro!

Eu não sei na verdade quem eu sou,
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou…
Eu não sei na verdade quem eu sou.

[Site Oficial]