Para todos nós.

O atroz no sofrimento amoroso é ser punido por ter desejado fazer ao outro todo o bem possível, amando-o; é um castigo não por uma falta mas por uma oferenda recusada. E o não que recebem os reprovados do amor é sem recurso; eles não podem acusar o outro, são devolvidos ao seu próprio abandono.

Pascal Brukner, A Tentação da Inocência (Rocco), pg. 174.

Anúncios

Um comentário sobre “Para todos nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s