Dois poemas de Cacaso.

I

Descartes

Não há
no mundo nada
mais bem
distribuído do que a
razão: até quem não tem tem
um pouquinho

II

Lar doce lar
(para Maurício Maestro)

Minha pátria é minha infância:
por isso vivo no exílio

Os poemas acima foram extraídos da publicação “Inimigo Rumor 8”, Viveiro de Castro Editora, Rio de Janeiro – 2000, págs. 06 a 19.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s