Tempus fugit.

cadeiralunar

Tudo passa – sofrimento, dor, sangue, fome, peste. A espada também passará, mas as estrelas ainda permanecerão quando as sombras de nossa presença e de nossos feitos se tiverem desvanecido da Terra. Não há homem que não saiba disso. Por que então não voltamos nossos olhos para as estrelas? Por quê?

Mikhail Bulgakov, The White Guard (O exército branco)

Anúncios

2 comentários sobre “Tempus fugit.

  1. Tudo passa…
    … e assim vem as novas utopias!
    Quintana pensava assim, quando olhava as estrelas:

    “Se as coisas são inatingíveis… ora!
    não é motivo para não querê-las.
    Que tristes os caminhos, se não fora
    a mágica presença das estrelas!”

    Desejo prá ti um novo sonho, uma nova utopia!
    Beijo, Dani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s