Da amizade.

O que ainda me causa impressão suave são as provas de apego e gratidão, testemunhos de estima ou de simpatia. Creio mesmo que só a isso me prendo. Ora, essa cordialidade não me foi recusada. Se eu vi arrefecerem-se muitas de minhas amizades, aprendi a conhecer algumas novas almas, e pude sondar alguns nobres corações.

Amiel, Diário Íntimo (Ediouro, pg. 214)

Anúncios

Um comentário sobre “Da amizade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s