De sobre como há vezes em que o indizível é tão triste.

O que não podemos discutir, devemos ignorar em silêncio. 

Wittgenstein

Anúncios

2 comentários sobre “De sobre como há vezes em que o indizível é tão triste.

  1. Essas vezes, embora tristes, calam fundo, e podem ser necessárias…
    Amo quando há o indizível vestido de uma alegria que resplandece no olhar, ainda indizível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s