A insustentável leveza do ser.

Contempla do alto esses milhares de rebanhos, essas milhares de cerimônias, essas travessias de todo tipo na tempestade ou na calmaria, essas variedades de seres que nascem, vivem juntos e desaparecem. Pensa também na vida que outros levavam outrora, naquela que será vivida depois de ti. Quantos homens não sabem o teu nome; quantos logo o esquecerão. E como da lembrança, e como da glória, e como, enfim, de qualquer outra coisa não vale a pena falar!

Marco Aurélio, Pensamentos, XXX.

Anúncios

Um comentário sobre “A insustentável leveza do ser.

  1. “Quantos logo te esquecerão”! Diga para mim, por favor! O que fizemos com o medo de ser esquecidos, também, por aquele que um dia nos disse que amava…mas foi embora? Por favor me responda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s