Into the wild.

Os únicos presentes do mar são golpes duros
e, às vezes, a chance de sentir-se forte
Eu não compreendo muito o mar
mas sei que as coisas são assim por aqui
E também sei como é importante na vida
não necessariamente ser forte,
mas sentir-se forte
confrontar-se ao menos uma vez
achar-se ao menos uma vez na mais antiga condição humana
enfrentar a pedra surda e cega a sós
sem outra ajuda além das próprias mãos e da cabeça.

Do filme, Na Natureza Selvagem (2007)

Anúncios

2 comentários sobre “Into the wild.

  1. Esse filme é simplesmente maravilhoso. É ver e ter vontade de mudar a si mesmo, o jeito como se olha o mundo e fazer a vida valer… Tudo questão de saber que se pode fazer, ser forte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s