Ética, Identidade, Política, Verdade

As mentiras que contamos.

Pode ser que, no final, até mesmo as mentiras que contamos nos definam; e, algumas delas, muito melhor do que nossas melhores tentativas de alcançar a verdade.

David Malouf, do romance Johnno, in: J. A. Barnes. Um monte de mentiras, para uma sociologia da mentira, pg. 27 (Papirus).

Escolhas, Identidade, Poesia, Vida

O Sonho.

claricelispector1.jpg

Sonhe com aquilo que você quiser.

Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.

Clarice Lispector