A vida, segundo Fichte

drawing3.jpg

A vida é necessariamente feliz, pois é a felicidade; a idéia de uma vida infeliz, pelo contrário, encerra uma contradição. Infeliz é só a morte. A vida é ela mesma a felicidade. Não pode ser de outro modo, pois a vida é amor, e toda a forma e força da vida consiste no amor e brota do amor. O amor é além disso contentamento consigo mesmo, alegria de si mesmo, gozo de si mesmo, e assim felicidade; e portanto é claro que vida, amor e felicidade são em absoluto uma e a mesma coisa.

 

Julián Marías, A Felicidade Humana, p. 134 (Duas Cidades)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s