Existência

Instalo-me neste ponto do espaço que ocupo, neste momento preciso da duração. Não admito de jeito nenhum que não seja absolutamente crucial. Estendo os braços quanto posso. Digo: Eis o sul, eis o norte…Sou efeito, serei causa. Causa determinante! Uma oportunidade que não se reapresentará nunca mais. Sou; mas quero achar minha razão de ser. Quero saber para que vivo.

André Gide, pg. 196, Os Frutos da Terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s