Trabalho

Dois pontos de vista:

Ninguém cruza os braços: somos mais laboriosos que as formigas e as abelhas. Mas se uma formiga, se uma abelha – pelo milagre de uma idéia ou por uma tentação de singularidade – se isolasse do formigueiro ou do enxame, se contemplasse de fora o espetáculo de suas penas, persistiria ainda em seu trabalho?

Cioran, Breviário de Decomposição (Rocco, 1989)

Sem a paixão pelo trabalho os dias se converteriam numa infinita e aborrecida espera.

Federico Reyes-Heroles, Conocer y Decidir (Instituto de Estudios Educativos y Sindicales de América, 1998)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s