Mistério

Permaneceram algum tempo apoiados na balaustrada olhando a cidade adormecida.

– Olha essa luz na janela, naquela casinha – comentou Alejandra, apontando com a mão.

– Essa luzes noturnas sempre me subjugam: será uma mulher que está para ter um filho? Ou talvez um estudante pobre lendo Marx? Que misterioso é o mundo. Só a gente superficial não o vê. Conversa com o guarda da esquina, dá-lhe intimidade, e vais descobrir que ele também é um mistério.

sabato.jpg

Ernesto Sábato, Sobre heróis e tumbas (Círculo do Livro: 1986)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s